Make your own free website on Tripod.com
INÍCIO >> CENTÚRIAS >> MOSTEIROS
Mosteiros (Ven Sancte Spiritus)
O vento acaricia as flores do campo,
Cavaleiros cavalgam entre estandartes esfarrapados
A tarde cai ocultando os espinheiros
Manto que cobre as dores em mortalhas

Pelas curvilíneas e intermináveis estradas
As luzes e os raios quebram as trevas medievais
De repente, iluminam a tumular escuridão.
Corpos dilacerados de inocentes guerreiros
Trazem vendavais à sombra dos mosteiros

Cantos gregorianos surgem do nada
E em meio ao açoite da tétrica noite
Alentam paz ao exército sobrevivente
Cavaleiros exaustos, esquálidos e feridos
Movidos pela Fé seguem em frente
Samadhis, Glória e luz , Alma Redemptoris Pater agora na caminhada
Christus Factus Est, no amanhecer, no poente

Ven Sancte Espiritus, Ven Bendictus Creator!
O Filli et Filliae, cantai, cantai guerreiros!!!
Pois há luz adiante, Louvai o verdadeiro Senhor.

Flores nascem em meio aos espinheiros
Cantos gregorianos emanam dos mosteiros
Elevados os cavaleiros não sentem mais dores
Sancte Espiritus, Bendictus Creator
Glória, Glória e aleluia ao SENHOR...




"As experiências que se vivem e se sentem nos estados de êxtase místico, não podem ser traduzidas em palavras." São Tomás de Aquino.
Nota do autor - êxtase místico é o ato de meditar. No hinduísmo, a meditação é chamada de samadi. Essas experiências, os samadhis, têm o seguinte significado em sânscrito: acercar-se, aproximar-se mais a Deus, a Mente Única, ao Grande Criador.


:: VOLTAR
Luzes Celestiais - © Todos os Direitos Reservados - ::Contato::